Audiência Pública – Banco do Brasil volta a realizar atendimento em Alto Paraíso.

Segundo o Superintendente Estadual do Banco do Brasil, Fernando Carlos Pelisser, o Posto de Atendimento Temporário (PAT) deverá estar pronto em aproximadamente 30 dias. Atuação do prefeito Martinho Mendes foi crucial para a permanência da instituição no município.

Roberto Naborfazan

Prefeito Martinho Mendes deixou claro o empenho de sua administração para que o Banco do Brasil continue operando na cidade.

Provocada pelo prefeito Martinho Mendes, aconteceu na manhã de quarta-feira, 02, uma audiência pública entre o Superintendente Estadual de Negócio, Varejo e Governo do Banco do Brasil, Fernando Carlos Pelisser, autoridades municipais, empresários e pessoas da comunidade.

Em debate a necessidade da permanência e, consequentemente, a reabertura da agência do Banco do Brasil em Alto Paraíso, que está fechada deste o último grande assalto que destruiu o prédio que abrigava a instituição.

Edna Pinato falou em nome dos empresários.

O grande número de pessoas presentes e os fortes questionamentos feitos sobre a não prestação de serviços essenciais aos clientes mostraram ao superintendente a necessidade do retorno urgente do atendimento pessoal no município.

Ao abrir os debates, o prefeito Martinho Mendes deixou claro o empenho de sua administração para que o Banco do Brasil continue operando na cidade, alertando, no entanto, que a decisão depende única e exclusivamente da instituição financeira. Assista o posicionamento das autoridades envolvidas.

Apesar das limitações de equipamentos, sigo atento aos anseios da comunidade de Alto Paraíso e região. Busquei ouvir as principais autoridade envolvidas no movimento para o retorno das atividades do Banco do Brasil em Alto Paraíso de Goiás, trazendo a notícia no tamanho da verdade.

Posted by Roberto Naborfazan on Thursday, August 3, 2017

Empresários e correntistas fizeram diversos questionamentos, quase todos com foco na falta do atendimento pessoal e nas dificuldades para pagamentos de contas e boletos.

Falando em nome dos empresários, a proprietária do Restaurante Tapindaré, Edna Pinato, expôs uma síntese das dificuldades do empresariado local diante do fechamento do Banco do Brasil em Alto Paraíso, ao mesmo tempo em que afirmou não ver dificuldades no atendimento as três principais condicionantes colocadas pelo Banco para a reabertura da agência, que foram; a redução de dinheiro em espécie na agência, desestimulando assaltos, a criação ou revitalização de um conselho municipal de segurança ativo, que deverá realizar reuniões mensais e encaminhar Ata à Superintendência do Banco do Brasil e o apoio da comunidade no fortalecimento de ações que melhorem a segurança, em  parceria com a Polícia Militar.

Fernando Pelisser – Banco do Brasil continuará operando em Alto Paraíso.

O comandante da 14ª CIPM, Capitão Josué Cardoso, disse que a Polícia Militar está sempre pronta para defender os interesses do cidadão de bem, mas não pode garantir segurança, visto que a bandidagem não respeita nem mesmo as autoridades policiais. No entanto, afirmou o comandante, com o reforço de novos policiais, será implantado um forte trabalho ostensivo e preventivo visando dar maior segurança a comunidade  e as instituições.

Diante do exposto pelos presentes, o superintendente Fernando Pelisser afirmou que a persistência do prefeito Martinho Mendes foi determinante para a reabertura da agência do Banco do Brasil em Alto Paraíso, visto que já havia determinação para o seu fechamento “o prefeito foi ao meu encontro em Brasília e usou argumentos que nos fizeram vir até aqui hoje para essa audiência. Vejo aqui uma comunidade que precisa de nossos serviços, mas nós precisamos, enquanto instituição, do apoio e compreensão na implantação de serviço diferenciado, como a redução de dinheiro em espécie e uma maior utilização do dinheiro plástico (Cartões). Com essa boa perspectiva criada aqui hoje, vamos buscar agilizar a conclusão do Posto de Atendimento Temporário (PAT) que está sendo instalado no espaço cedido pelo Doutor Severo, no Chappada Hotel. Acreditamos que em aproximadamente trinta dias já estará em funcionamento. Quanto a reabertura definitiva da agência, só depois que o prédio destruído pelos assaltantes for reconstruído, o que levará algum tempo devido aos processos burocráticos com a questão de licitações.” Esclareceu Fernando Pelisser.

Doutor Severo, proprietário do Chappada Hotel, cedeu espaço para funcionamento do PAT.

Além de empresários e membros da comunidade, também participaram da audiência pública o presidente da Câmara de vereadores, Marlone Bernardes, o gerente geral do Banco do Brasil de Alto Paraíso, Daniel Carpes e o executivo da Cielo, Ricardo Pinto Pereira.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *